domingo, 3 de maio de 2009

Qual a graça em ser Autoridade, sem regalias?

O presidente Lula disse que não é correto, mas não é crime um deputado dar uma passagem para um dirigente sindical ir à Brasília. Afirmando ainda, que quando era deputado levou dirigentes sindicais à capital do país.

Sim presidente, não é crime e infelizmente, como crê vossa excelência, é coisa mais velha do que o descobrimento do Brasil.

Que figura incoerente esse nosso presidente. Como entender uma pessoa que desconhece os valores que defendeu durante toda sua vida? É, o poder nos traz surpresas.

A farra das passagens aéreas parece que chegou ao fim, será mesmo?

Até o ministro do STF, Menezes Direito, segundo a revista IstoÉ, utilizou-se de passagens para parentes e amigos, desde que era ministro do STJ. Não somente isso, haviam recomendações em documentos oficiais para que houvesse tratamento privilegiado nos aeroportos.

Hoje são as passagens aéreas, ano passado eram os cartões corporativos. O que 2010 nos trará?

É senhor presidente, desde antes do Brasil ser Brasil, autoridade gosta é de mordomia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário