terça-feira, 8 de março de 2011

O Carnaval do Cidadão

Inicialmente devo dizer que adoro carnaval, antes que pensem que sou um anti-social ou coisa parecida, mas estive aqui pensando no assunto por alguns minutos, o que foi suficiente para querer escrever algumas linhas.

Certo de que o carnaval é a maior festividade do nosso país e no Rio de Janeiro é símbolo da alegria do povo carioca e brasileiro, vi que 2 milhões de pessoas acompanharam nas ruas do Centro do Rio o de volta à moda bloco do Cordão da Bola Preta e esse número impressionante chamou minha atenção.

Então me dei conta de que num país onde muitos problemas assolam nossa população: fome, pobreza, violência, serviços médicos deficientes, corrupção... ainda temos motivos para comemorar.

Mas e quando devemos clamar e protestar por melhora nos aspectos citados, o número de pessoas ao menos se aproximam disso? Não!

Costumo até brincar que, a caminhada pela paz ou movimentos do tipo, só terão mais "adeptos" quando colocarem trio elétrico com música bem alta e mulheres semi-nuas para acompanhar.

Ao que parece, nosso comprometimento conosco não é lá essas coisas...parece que somos contagiados pelas propagandas de cerveja onde estrelas do mundo artístico nos trazem uma vida mais feliz com o alcóol; barrigas lipoaspiradas e bundas na TV e jornais impressos, com oferta de preservativos grátis e incentivo ao seu uso pelo governo (que só o faz em época de carnaval, como se os brasileiros só fizessem sexo nessa época).

Recordo-me de um "movimento feminino" no site de relacionamento Orkut onde as mulheres enviavam entre si depoimentos nos quais buscavam deixar os homens curiosos e sem saber do que suas postagens se tratavam.

Naquela oportunidade eu disse ser admirável a capacidade das mulheres de se mobilizarem e que se fosse por algum motivo sério poderiam quem sabe mudar o mundo.

Temos sim direito a festejar, celebrar a vida, mas nada fazer para que ela seja melhor, para nós e os que estão ao nosso redor, é hipocrisia e egoísmo de alguém que não pode ser chamado de cidadão.

A quem interessar possa: vídeo onde jornalista expressa sua opinião acerca do carnaval. (Concordo em parte)

Nenhum comentário:

Postar um comentário