quarta-feira, 16 de março de 2011

Obama no Brasil

No Brasil tem sido muito noticiada a visita do Presidente Estadunidense, que ocorrerá no próximo final de semana.

O último que visitou o Brasil foi Bill Clinton, na década de 90 e somente agora, muitos anos depois, outro Chefe de Estado dos EUA pisará em solo brasileiro.

O Governo do Estado do Rio, criou evento no site de relacionamentos Facebook, para convidar as pessoas para o discurso no próximo domingo na Cinelândia, no Centro. 

No convite divulgado pelo Consulado Estadunidense há a afirmação que a entrada é gratuita!!!!

Honestamente? Eu não irei, mas é óbvio que vou querer saber do conteúdo do discurso, pois gosto de estar bem informado. Mas de nenhuma maneira iria até lá prestigiar a vinda dele ao Brasil.

E convenhamos, o Prefeito Eduardo Paes "se virando nos 30" para deixar o local do discurso "apropriado" e o constrangimento que a equipe de segurança de Obama vem causando em suas visitas de avaliações na Cidade de Deus são lamentáveis.

Desde que Obama foi eleito, nao vi nenhuma novidade, além da cor de sua pele. É tão estadunidense quanto todos os que o precederam. Muito se esperava do primeiro presidente negro dos EUA, produto de emblemática eleição, alavancada pela utilização de diversas redes sociais, no entanto, nada de revolucionário ocorreu.

Mas o que significa essa visita?

Os EUA estão interessados na participação da exploração do pré-sal e para isso acordos serão firmados - previdência bilateral e facilitação na obtenção de visto são exemplos.

Não é demais ressaltar que o Brsil foi o último país a entrar na crise financeira que eclodiu em 2009 e realmente tivemos que "dar o braço a torcer" às palavras do Ex-Presidente Lula, quando chamou-a de "marolinha", pois fomos os primeiros a sair dela.

Os EUA não são mais nosso principal parceiro comercial, pois foi superado pela China, o que, em conjunto com uma série de ações da equipe econômica brasileira, minimizou os danos da crise.

Poderia aqui discorrer muito mais acerca dessas questões, mas vou resumir em poucas palavras.

Quando um Chefe de Estado Estadunidense, negro ou não, visita o Brasil, é porque seus interesses são maiores que os nossos.

Por isso, vejo com satisfação sua visita, pois isso demonstra como o Brasil elevou sua importância no cenário mundial, mas não por admiração à figura ou ao cargo que ocupa.

Um comentário:

  1. É bem razoável o conteúdo do texto, mas interessado ou não no pré-sal que venha o estadunidente, vamos ver que bons ventos o trazem.

    ResponderExcluir