sábado, 19 de outubro de 2013

Auxílio reclusão, verdadeira "Bolsa Crime".















No dia em que não houver mais "Bolsa Crime" que é o Auxílio reclusão, que pode ser mais alto que o valor do salário mínimo não haverá mais o chamado "rombo da previdência".

É impensável, que alguém que tira uma vida, que mate um pai de família que trabalhava informalmente, por exemplo, tenha a sua família protegida e segura no sustento, mas a da vítima não o será, esta sim será condenada à dor da perda e à miséria.


A contribuição ao INSS do criminoso deveria ser usada para auxílio para a família da qual ele tirou uma vida, ou para cobrir prejuízos materiais, por exemplo nos crimes de furto, roubo e etc...



Enquanto isso o INSS cancela auxílio doença, auxílio doença acidentário, pensões de quem realmente precisa, de quem realmente tem direito, sendo o maior réu da Justiça Federal e um dos mais acionados nas Justiças Estaduais.

Um país que premia seus criminosos não pode ser levado a sério.

Nenhum comentário:

Postar um comentário