sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Os idosos deveriam morrer?

É digno do mais profundo sentimento de vergonha e revolta, vivermos em um país onde para que um idoso possa viajar sentado no transporte público seja necessário prever tal direito em lei e que mesmo assim e com as poltronas devidamente sinalizadas, tal direito nada signifique.

Isso quando ele consegue pegar a condução, pois os motoristas ao verem as cabeleiras brancas, recusam-se a parar no ponto para que embarquem. Mas por que querem andar de ônibus? Afinal são idosos e tinham que ficar em casa assistindo TV, porque ao completarem 60 anos devem ter perdido seu direito de ir e vir ou de viver...ao que parece.

Nos caixas eletrônicos, são motivo de impaciência dos que aguardam depois deles.

Por falar em banco, o dinheiro que lá é depositado é muito inferior ao que contribuíram ao INSS, pois o famigerado fator previdenciário lhes toma parte do pouco que lhes resta. E ainda temos o teto para aposentadoria, logo, não importa o profissional que foi, ou quanto contribuiu, deverá receber até o teto e ponto final.

Portanto, quando mais precisará do dinheiro, para comprar seus medicamentos e arcar com cuidador, estará desamparado.

Vocês sabem o motivo pelo qual o INSS não informa as pessoas acerca de como devem pagar, os prazos, carências e demais especificidades da previdência? Para o pagamento ir para os cofres, fundo da previdência e o pobre do assalariado que não conhece seus direitos, muitas vezes não consegue se aposentar por conta da falta de informação e educação nesse sentido e perde tudo que pagou (contribuiu).

Vivemos em um país em que os únicos idosos que não se importam com essa situação, são os políticos, pois apesar de estarem com 60 ou até mais de 70 (ex. Sarney) construíram grande patrimônio às custas do povo e não tem com que se preocupar.

Os idosos deveriam morrer...morrer de desgosto ao ver o país que trabalharam a vida toda para que se tornasse melhor, piorar a cada dia, com uma sociedade egoísta e que não pensa em seu inexorável futuro, com rugas e cabelos brancos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário